quarta-feira, fevereiro 08, 2006

Depois do exílio em Marraqueche, isto...

Antes de mais, peço desculpa se escrevi mal Marraqueche.
Há duas coisas que me trazem hoje á vossa presença:
1º. Tenho uma vida social (se é que lhe podemos chamar isso) muito, digamos, livre;
2º. Alguém viu os meus chinelos do Digimon, série 3? É que eu pu-los na varanda a apanhar ar e agora não estão lá! Isto irrita-me mesmo! Ainda nem tinha acabado de os pagar.

Há uma coisa que me preocupa á séria (eu ia escrever a sério, mas nos Morangos com Açúcar dizem á séria, o que me leva a crer que é assim que fala a malta jovem), e espero não ter sido a primeira pessoa a reparar nisto: não vos parece haver uma certa semelhança entre as batas dos médicos e as batas dos talhantes? Será isso mal sinal? Será que quando estamos anestesiados na mesa de operações os médicos dizem "bem, ele já tá a dormir. Já podemos ir buscar as facas grandes"? E se eu entro num talho e, confundido pela bata, peço que me tirem o apêndice? Ou pior, e se vou a um médico, peço-lhe meio quilo de novilho e ele, por acaso, tinha ali guardado na arca frigorífica do seu consultório? Será que médicos e talhantes trabalham juntos e o que uns cortam, os outros vendem para as pessoas comerem?

...mas é que os chinelos eram mesmo giros, pá! Tinham um digimon a meio da digidesovação e tudo. E tinham tipo unhas na ponta dos chinelos. Não eram muito quentes e aquelas unhas estragaram-me o sofá todo de roçar, mas eram giros.

2 Comment:

Anonymous axistomuitoestranho said...

O hábito não faz o monge...

Abraço.

terça-feira, fevereiro 14, 2006 12:34:00 da manhã  
Anonymous alguemsemnadaquefazer said...

o mundo vai ruir...a nao ser q sepo encontre seus chinelos.PORTANTO MEXE TE VAGABUNDO.

domingo, março 05, 2006 10:15:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

Este rodapé serve apenas para te informar que chegaste ao fim da página. Tens 3 opções: a)voltar ao ínicio; b) navegar para outra página; d) o suicídio. Volta sempre! =)