sexta-feira, novembro 11, 2005

Ensaio de Estupidez Sobre o "Eu" Interior

Estava eu a ouvir o grande hit de 1997, dos Mundo Novo, "Mexe , Mexe Mexilhão", quando pensei para comigo, "isto o que ia bem agora eram batatas fritas!" Então fui beber uma laranjada. Bebi e bebi até não poder mais. Aí, completamente fora de mim, engasguei-me com a minha própria saliva e caí para o lado de forma brutal vazando um olho ao meu peluche preferido. "Porquê Joaquim Tartaruga- que é um peluche dum esquilo- porquê??" gritei eu em voz aguda, enquanto dançava o Tango ao som da música dos desenhos animados do Hugo&Egon, vestido com um fato de ananás, "porque é que acontecem espancamentos de hora a hora na Formosa, que tiram a vida a milhares de caixas de correio?"
"E o governo não faz nada quanto a isto?"- pergunta o psicopata preocupado- "não psicopata preocupado, a tua cama ainda não foi feita hoje"- diz Ruben de Albuquerque, envolto na nublina matinal de Domingo á noite, "eu só posso sair á noite até ás 18 horas de dia 13, se assim não for transformar-me-ei em papel de parede."
Papel de parede esse que possui uma vasta gama de aminoácidos.

Cerca de mi habitácion puedes encontrar un candelabro. Usa lo para que puessas coger me.

Ora o segredo coloredo está livre, livre está. "Porque é que não nos deixam viver livremente?" diz o camarada Alegre, "não sei", diz o camarada Triste, "só sei que estou nesta fila há três horas e ainda não tenho o meu Pinipom!"
INDIGNAÇÃO!!!
Se não formos pela esquerda, o único caminho é a Travessa de S.João.

O que foi isto? Terei andado a ouvir demasiado Bon Jovi de 1987 a 1991 com a t-shirt vestida do avesso e um guardanapo na boca?

3 Comment:

Anonymous Karura said...

huuummm... tava para aqui a me perguntar se estava a entrar sem querer naquela que seria uma divertida descrição de um quadro do salvador dali com um bocado de esquizofrenia em cima... mas... tá giro.

beijocas*********************

sábado, novembro 12, 2005 5:23:00 da tarde  
Anonymous Sou eu - a de bolonha said...

Eu só tenho a dizer que o joaquim tartaruga - que é um peluche dum esquilo - é um porco e com uma laranjada ia bem era uma sardinha assada com batata frita e bróculos. (e é assim que defino o meu eu interior. no próximo comentário digo-te como é o exterior e com sorte ainda te falo um bocado acerca do meu eu transcendental - aquele que governa sobre tudo e todas as coisas)

domingo, novembro 13, 2005 5:58:00 da tarde  
Blogger Shôtôr said...

Chiça!!! Andaste a ver a RTP memória o fim de semana todo sem parar e depois dá nisto...

Uma pequena falha neste texto : porque raio o Cavalo-beterraba não acompanhava os Mundo novo ao Clarinete?? Não percebo...

segunda-feira, novembro 14, 2005 11:44:00 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home

Este rodapé serve apenas para te informar que chegaste ao fim da página. Tens 3 opções: a)voltar ao ínicio; b) navegar para outra página; d) o suicídio. Volta sempre! =)