segunda-feira, novembro 07, 2005

Ai peguei o ónibus e fiz o calçadão todo de ónibus!-1

Meus amigos mas em que sítio ocorrem coisas mais estranhas do que no autocarro? Bem, tirando casas de banho públicas, os Morangos com Açúcar, os esgotos de Almada e o banco do Sporting. O autocarro é uma maravilhosa invenção onde podem conheçer as mais estranhas personagens! Por exemplo, aquelas raparigas bonitas que se sentam sempre ao meu lado (tirando o facto de terem 76 anos, bigode farfalhudo e serem desdentadas). Essas raparigas falam de coisas extremamente interessantes como o estado do tempo, ou as reformas, ou mesmo o que os netos fizeram à professora Mafalda, "aqueles malandros", como elas lhes chamam. Podemos também encontrar por exemplo um miúdo mais chato do que uma novela da TVI em que entre o Óscar Branco a arranhar um quadro enquanto o Paulo Matos dá a missa de Domingo. Tal criança, cujo nome não me recordo, certo dia aprendeu na escola que o "Éter não existe". Tamanho erro não imaginavam os professores que tinham feito. O garoto foi durante uma viagem de 7 horas (sim, porque ele ia da escola para a sua casa nos Alpes Suíços) a dizer a todas as pessoas que entravam no autocarro, e passo a citar: "o Éter não existe, foi um erro dum cientista do séc.XIX, a teoria do Éter está incorrecta. Pergunte-me lá se o Éter existe!
- O Éter existe?
- Nãããããooooooo!!!!!!!!! Foi o erro dum cientista do séc.XIX."
Mais tarde disseram-lhe que ele era uma personagem, ao que ele respondeu "não, porque isto não é um filme!", "mas se fosse eras a personagem principal", "não, era um figurante"!

2 Comment:

Blogger TonyPesegueiro said...

historia real, posso confirmar!

segunda-feira, novembro 07, 2005 11:24:00 da tarde  
Anonymous Karura said...

seria mesmo, um figurante, não o veria a fazer melhor papel que esse mesmo...bjs*

terça-feira, novembro 08, 2005 12:18:00 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home

Este rodapé serve apenas para te informar que chegaste ao fim da página. Tens 3 opções: a)voltar ao ínicio; b) navegar para outra página; d) o suicídio. Volta sempre! =)