domingo, abril 24, 2005

Carta de amor a minha namorada (imaginária)

Apresento-me a ti, não cubro senão fo-
mentar a triste recordação, per-
der-te meu amor: são as tuas deliciosas ma-
ravilhas que me atromentam e me enlouquecem
mas que me fazem erguer bem alta a pi-
râmide de alta e terrivel desconfian-
ça. Eu adoro, minha querida a tua co-
ragem de instinto que numca me abando-
na, porque só ela me há-de aliviar os co-
mentários e tormentos dos teus amores granda-
lhões. Para me compensar, querida o meu cara-
cter que te é firme com a entrada de bri-
lho para sempre será teu...




NOTA: Para melhor compreenderes o meu amor
por ti torna a ler a carta, linha sim,
linha não...

2 Comment:

Anonymous Anónimo said...

excelente!

sábado, abril 23, 2005 6:02:00 da tarde  
Anonymous nao e o luis otra vez said...

excelente apesar de eu ainda nao ter lido!

sábado, abril 23, 2005 10:12:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

Este rodapé serve apenas para te informar que chegaste ao fim da página. Tens 3 opções: a)voltar ao ínicio; b) navegar para outra página; d) o suicídio. Volta sempre! =)